Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Ifá é a verdade! Ifá é a verdade se assumir a posição de – é a palavra de todos os Orisa.

Ifá tomando o sentido de corpo literário de 256 odu ifá ou no sentido de substituir Orunmila passa a ser verdade dos cultuadores de Orunmila e não de todos os cultos de Orisa e é exatamente ai que queremos trabalhar.

O culto de Orunmila vem ganhando muita força no Brasil, o nome Ifá, não é só comumente usado aqui mas também usado em muitos locais da Nigéria se referindo ao culto de Orunmila. É comum que alguém diga que foi iniciado em ifá ao se referir que foi iniciado ao culto de Orunmila. Tudo bem respeitamos o que consideremos licença poética.

O culto de Orunmila/ifá aqui no Brasil parece muitas vezes estar travestido de “o culto único e verdadeiro dos Yorubas” “o verdadeiro culto dos Orisa” opps.. precisamos entender primeiro que em território nigeriano cada Orisa tem seu próprio culto, o culto de Orunmila/ifá, não tem supremacia sobre os demais cultos ou ao menos não sobre todos.

Omitonade Ifawemimo (Uma Iyalorisa de Yemoja Ibadan) – disse algo que nos marcou:

“Nenhum Orisa pode flechar outro”

Temos ainda que evidenciar que os Orisa na Nigéria tem cultos específicos ou seja o culto: de Obatala,culto de Yemoja, culto de Oya entre outros. todos eles em diferentes casas/ famílias/clãs e também diversas casas de um mesmo culto, uma casa de culto a Yemoja em Ibadan e outra em Osogbo por exemplo.

Mesmo dentre as varias famílias de culto de Orunmila/ifá e de todos os Outros Orisa não há  sempre uma concordância em todos os aspectos do culto. Podendo por exemplo ter  uma família de Orunmila que  aceita iniciações em muitos Orisa e outra família do mesmo local ou de outra cidade diferente dizer que não aceita tais iniciações. E o mesmo acontece com os cultos de Orisa, o culto de Sango em uma parte pode oferecer amala(na Nigéria feito com inhame) junto com quiabo, mas em outra parte da Nigéria o culto de Sango pode oferecer apenas o amala sem o quiabo.

Visão da Asa Orisa Alaafin Oyo  –

Ifá é a palavra de todos os Orisa: Visão da Asa Orisa Alaafin Oyo  –

Erindilogun tem a mesma importancia que o Ikin Ifá e opele:

Familia Elebuibon – Culto de Orunmila – Araba Ifayemi Elebuibon – Osogbo – Nigeria

Família Elebuibon – Culto de Orunmila – Araba Ifayemi Elebuibon – Osogbo – Nigeria

Onde queremos chegar?

O cuidado sugerido com essa publicação, é que todos os cultos sem exceção sejam respeitados, não havendo uma supremacia de um sobre os demais.

Isso também cabe dentro do nosso sapato brasileiro. Com tantos diferentes tipos de cultos a Orisa no Brasil um não deveria se sobrepor aos demais, lembrando que nem sempre o mais antigo é necessariamente o mais correto e nem sempre o novo é mais correto. Por que o correto é simplesmente aquilo que não infringe a lei e essa nos garante o livre culto.

O certo, verdadeiro é onde você deposita a sua fé.

Luiz L Marins escritor brasileiro, em um texto publicado em seu blog explica em sua visão boas praticas para convivermos em paz, e principalmente como podemos falar sobre religião. Pegamos aqui alguns trechos e acrescentamos em destaque azul um adendo.

“Todas estas culturas podem conviver em paz dentro de uma etnia, desde que cada uma respeite o limite da outra.

Quando uma tenta apresentar sua teologia como verdade para todas, os conflitos ocorrem.

Tradição oral apresenta oralidade. Tradição escrita apresenta escritos. (óbvio)

Em qualquer um dos casos, o formador de opinião e semeador de ideias precisa, para evitar os conflitos, precisa respeitar o limite do outro evitando as generalizações em uma etnia que possui várias religiões dentro dela.

Orisa Brasil – Incluímos: Aquele que pretende conversar sobre religião com alguém que não é da sua casa.

A sugestão para a convivência pacífica é que o fomentador use das expressões:

“… em minha família tal, do chief tal, de tal cidade, nós acreditamos que …”

Com isto, o formador de opiniões, via vídeo ou escritos manifesta sua fé, respeitando a do outro.Generalizações visando o embasamento de uma forma única como regra geral só trarão conflitos, como:

“..na cultura ioruba ..” (qual? há várias)

“.. na religião tradicional ioruba..” (qual? há várias)

“..na Iorubalândia..” (qual? há iorubas em Ghana e Togo)”
” O Estado é laico e o culto é livre ” .. ok … este conceito também vale para os iorubas; mas é preciso que se esclareça qual é o conceito teológico que se está a divulgar.

trechos do texto retirado de Luiz L Marins – e Ilé-ọba Óbokún Àṣẹ Nàgó’Kọbi
http://iledeobokum.blogspot.com.br/2016/05/sobre-o-conflito-mito-poetico-ioruba.html

Orisa Brasil – Incluímos:

Na umbanda… ( qual? A que a mais ligada com kardecismo? A que é mais misturada com candomblé?)

Candomblé qual é a sua casa.. ?

Generalizações não são saudáveis!

Pegaremos no seu pé e peguem no nosso também.. é…. no nosso.. já pegam!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here