Orisa Brasil + Meu Coração Africano= Imploramos Respeito Religioso

0
1528
Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

A Orisa Brasil e o canal Meu Coração Africano com a força de mais de 150 mil pessoas que acessam nossos canais mensalmente nos unimos para pedir União Religiosa.

Ontem mais um dos episódios lamentáveis aconteceu, a casa Oduduwa Templo dos Orixás, no litoral paulista, gravou vídeos do festival de Òrìsà, compartilhou na internet e começou ser atacado com uma avalanche de críticas do próprio povo que se diz de Òrìsà.

Você xingaria Yemoja, Oyá e Osun?
Ontem todas elas foram desrespeitadas na cabeça de suas filhas. Mulheres iniciadas dentro dos moldes de uma casa do Culto Tradicional Yorubá, da cidade de Abeokutá, sem que  isso signifique ser melhor ou pior que ninguém, todas elas debaixo do teto do Templo do Oduduwa eram Òrìsà na terra para aquela comunidade.

Se você não viu, não veja. Pois é algo que nos faz perder a fé no “Povo de Santo”.

São frequentes os episódios de intolerância que vemos, e por isso levantamos a bandeira da Luta por Respeito.

A bandeira que possui marcas de incêndios, invasões, perseguições e sangue, que carregamos incansavelmente impondo respeito à católicos e evangélicos. Mas ontem a tal bandeira foi marcada pelos próprios devotos de Òrìsà e pisada pela ignorância e o desrespeito.
Pedimos nossos direitos ao congresso Brasileiro, queremos políticos que aceitem nossos deuses,  a justificativa para nossos cultos não sofrerem represarias e sanções é amparada pela constituição nacional : vivemos em um país laico! A plenos pulmões defendemos nosso direito de culto .. qual é o culto que você esta defendendo? O seu? e só o seu? o meu não ? nem o do vizinho?

País laico quer dizer que pode cultuar o que quiser e mesmo que for com os TEUS deuses cada um tem o direito de mudar o que quiser quando quiser, se você não quer liberdade de culto, quer que o culto Òrìsà seja liberado apenas se você for o Rei? esta querendo então uma  monarquia religiosa.. uma ditadura? se quer isso não deve lutar por país livre.

Talvez seja hora de pararmos de culpar a bancada evangélica, e enxergarmos a nossa incapacidade em nos unir, assim como a nossa incompetência em nos respeitar.

Estamos em 2017 e ainda precisamos conviver com juízes e julgadores de Àse que curtem e compartilham nas Redes Sociais, todas as publicações que falam de Respeito mas na hora de respeitar não agem.
Tá tudo errado! O que temos é a falta de conhecimento religioso, em que os barracões são umbigos. Pessoas que não compreendem as muitas formas de culto a Orisa não tendo mais 1 único certo mas sim muitos VERDADEIROS !
Acorda BRASIL!
O Candomblé não é o único a cultuar Orisa. Santeria não é a única, Batuque não é o único, assim como a Esin Orisa ibile e Umbanda não são únicas e assim por diante.

Òrìsà não pertence a ninguém

Fazer comédia , “xoxar” como dizem, agora é comum, comunidades inteiras da internet se dedicam ao xoxamento, não há debate e não existem critérios! O que existe é uma metralhadora apontada para a casa de Axé Vizinha pronta para rir e criticar o que não é conhecido. Não propagam o conhecimento e sim disseminam a intolerância e o ódio.

Enquanto não houver respeito entre nós, não poderemos pedir respeito aos de fora, se não somos capazes de nos respeitar mutuamente.
Uma frase do Sacerdote do Oduduwa, Bàbá King, ontem em sua palestra: “Onde não há respeito, é impossível haver amor”

 

Conheça
Algumas fotos do Batuque Rio Grande do Sul – ESTUDOS DE BATUQUE, Carlos Galvão Krebs, IGTF, 1988.

Algumas imagens representativas de Yemoja na Santeria e Lukumi

Alguns Candomble- Imagens de Yemoja

Algumas Umbandas imagens de culto a Yemoja

Esin Orisa ibile – Fotos do Festival de Sango em Oyo – Nigéria – Asa Orisa Alaafin Oyo

Templo Oduduwa Bàbá King – São Paulo Mongaguá

Mais vídeos da Nigéria e da Esin Orisa Ibile:

Sango em Oyo - Nigéria

Yemoja em Oyo - Nigéria

 Por: Fê Aguiar e Renata Barcelos

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here